InfoJoia

RSS

Acompanhe os conteúdos publicados no InfoJoia por RSS.

Todo o conteúdo do Infojoia – link do RSS

LEIA TAMBÉM
TAGS
  • Entrevista
  • Antonio Bernardo
  • Joalheria
  • Design
  • Marca
  • PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
        NEWSLETTER



       FORNECEDORES

    Cadastre sua empresa:

    77 empresas cadastradas e aumentando ...
    • Aumentar fonte
    • Tamanho normal da fonte
    • Diminuir fonte
    Novidades
    13/02/13

    Antonio Bernardo

    Antonio falou ao InfoJoia sobre sua inspiração, artes e o futuro da marca e da joalheria brasileira


    Daniela Santos

    Há 40 anos, Antonio Bernardo se dedica à criação de joias que expressam movimento e beleza e refletem a criatividade única e atemporal desse carioca. Proprietário de uma das joalherias mais reverenciadas do Brasil, Antonio falou ao InfoJoia sobre sua inspiração, a incursão no universo das artes e sobre o futuro da marca e da joalheria brasileira. 

    InfoJoia – Como criador de joia e arte, de onde vem a sua inspiração?

    Antonio Bernardo – Minha inspiração vem do meu próprio trabalho, de uma joia eu penso em outra, outra, e assim por diante como num processo de aperfeiçoamento e desenvolvimento.  Foi assim desde o primeiro anel que criei. Por outro lado, também faço muitas experimentações. Não busco inspiração em nenhum lugar especifico, mas acredito que tudo o que vivo, vejo, ouço ou sinto me inspira. 

    “Tudo o que vivo, vejo, ouço ou sinto me inspira”

    Qual a ligação entre as suas joias e a sua arte?

    Sou um designer de joias, mas quando crio uma joia me pergunto como seria em escala maior, como um objeto. A inquietude é característica da minha criação. De início, coloquei alguns objetos nas minhas lojas. Achei que poderiam agregar conhecimento ao meu processo de criação, e deixei esta ideia se desenvolver. Uma amiga galerista – Heloisa Amaral Peixoto – me convidou para expor. E assim nasceu uma série de objetos: Radiolárias. Nem joia, nem design, nem escultura. São concebidos em prata, com estrutura radial ou de esferas, articulados. Usei a maior escala possível de ser produzida no meu atelier de joalheria.

    Qual é a conexão entre as suas joias, qual a característica que as torna "suas"?

    Acho que a qualidade na manufatura e a originalidade na forma são características importantes. O movimento, os efeitos óticos, as dobras e o colorido das pedras estiveram bastante presentes no meu trabalho ao longo destes 40 anos. Procuro agregar um valor de sentido às minhas joias, criando um nome que remeta a uma ideia, à uma história.

    Como manter a sua identidade mesmo criando tanto e com tanta frequência?

    Eu digo que a criação é uma escada que tem um degrau para cada perna. Uma é a da forma e outra a da técnica. Quando você sobe em uma, cria uma necessidade de avançar na outra. Então eu estou sempre buscando inovação, seja em uma ou outra área, e aí tem o trabalho de pesquisa nos livros, com pessoas que tem mais tempo de profissão, através da internet e fazendo experiências.   

    De que maneira a marca Antonio Bernardo se consolidou no imaginário do consumidor brasileiro?

    As pessoas compram joias por várias razões, como investimento, para presentear alguém especial, para uso pessoal. Depende muito. As joias Antonio Bernardo tem um diferencial, surpreendem. Queremos que a experiência de comprar uma joia em nossas lojas seja única e buscamos isso nos mínimos detalhes: comunicação, atendimento, vitrine, apresentação...

    “Queremos que a experiência de comprar uma joia em nossas lojas seja única e buscamos isso nos mínimos detalhes

    Como você vê a joia brasileira atualmente?

    O Brasil, durante anos, foi reconhecido pela diversidade de pedras preciosas, mas esta imagem vem mudando consideravelmente e temos conquistado cada vez mais prêmios internacionais pelo design da joia.

    Qual foi a sua contribuição para esse novo posicionamento da joia brasileira?

    Os prêmios internacionais, a participação em feiras de joalheria e também de design ajudam a construir uma nova percepção da joia brasileira.

    A marca Antonio Bernardo está preparada para atender à nova classe média? Esse público se adequa ao perfil da marca?

    Não crio uma joia pensando em quem vai usá-la. Nos últimos anos lacei coleções para novos públicos, o masculino e o infantil. Tenho cada vez mais joias em prata o que torna o valor final mais acessível. O que eu busco é originalidade, surpresa e autenticidade.

    “O que eu busco é originalidade, surpresa e autenticidade”

    Quais são as novidades de Antonio Bernardo? O que está por vir?

    Vou continuar criando. É o que gosto de fazer. Talvez comece a atuar em outras áreas do design. Tenho recebido convites muito interessantes e estou em pleno processo de desenvolvimento de alguns projetos. Acabo de colocar à venda objetos de decoração inspirados em joias. Eles surgiram para decorar as lojas.

     Penso, observo e critico tudo que esta à minha volta. Acho que posso contribuir com o meu olhar e minha criatividade. Expandir meus horizontes é um sonho a realizar.


    IMAGENS
    ÚLTIMAS ENTREVISTAS DE Novidades
    10/03/15

    Enojoias

    Os diamantes do vinho de Patrícia Pedrotti

    15/02/13

    Stefano Ricci

    Designer de joias falou ao InfoJoia sobre a criação do Anel do Pescador usado por Bento XVI

    Novidades
    COMENTÁRIOS