InfoJoia

RSS

Acompanhe os conteúdos publicados no InfoJoia por RSS.

Todo o conteúdo do Infojoia – link do RSS

LEIA TAMBÉM
TAGS
  • Cor
  • Pantone
  • roxo
  • Radiant orchid
  • rosa
  • PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
        NEWSLETTER



       FORNECEDORES

    Cadastre sua empresa:

    77 empresas cadastradas e aumentando ...
    • Aumentar fonte
    • Tamanho normal da fonte
    • Diminuir fonte
    ESPECIAL
    01/02/14

    Qual é a cor?

    Pantone® completa cinco décadas


    Keila Redondo

    A observação do que acontece no mundo da joia faz parte da metodologia da Pantone® para detectar as influências que as cores estão a exercer pelos quatro “cantos” do planeta, com o objetivo de eleger a que melhor defina o 'zeitgeist' (espírito) global do ano subsequente.


    Tanzanita bruta; foto divulgação Tanzanite Foundation

    Os especialistas do Pantone Color Institute®, sob a batuta da diretora executiva Leatrice Eiseman, olham “com olhos de ver e interpretar” para o caleidoscópio que se recria a cada giro da estação.

    A metodologia de busca se dá não apenas no universo da joia e da moda, mas inclui a indústria do entretenimento: filmes em produção, artistas que estão se tornando influentes, exposições de arte que se deslocam pelo mundo e destinos turísticos em alta no mercado de viagens.


    Desfile de abertura do último Minas Trend Preview 

    Universos menos óbvios, como tecnologia, projetos industriais, setor automotivo, esportes, política e até economia também são levados em conta pelos pesquisadores da Pantone®, que atentam ainda a indicadores como o aumento da tecnologia, a recorrência de texturas e efeitos que impactem na cor e até mesmo a eventos esportivos que capturem a atenção global. A pesquisa da cor do ano, que ocorre desde 2000, vem se mostrando assertiva e abrangente e, a cada dia, desperta mais e mais o interesse da mídia.

    Em 2013, a cor escolhida pela Pantone® – o verde esmeralda – bombou nas passarelas, revistas de moda e red carpets e foi a preferida de importantes formadores de opinião, como Michelle Obama.


    Michelle Obama

    Para 2014, a cor eleita foi a Radiant Orchid: Pantone® 18-3224.

     

     

    A (de)codificação da cor: Pantone® Matching System

    Não são apenas o olhar e o cérebro humanos que padecem de subjetividade quando o assunto é a decodificação das cores. Nas artes gráficas, a saturação e intensidade das imagens oscilam de acordo com os diferentes papéis, sistemas e equipamentos de impressão gráfica utilizados. Mesmo a tecnologia, por mais “ciência exata” que seja, também tem lá seu quantum de relatividade. Prova é que as câmeras fotográficas e de TV, os monitores dos diferentes computadores, laptops, notebooks, tablets, iPhones, smartfones e celulares, por mais altamente definidos que se tornem, não captam e leem as sutis diferenças de cor de uma gema de maneira que possa ser chamada de padrão. No desenho industrial, de maneira geral, a garantia de reproduzir os produtos de forma fiel ao protótipo, dá credibilidade à marca.

    Certo de que o espectro é visto e interpretado de forma diferente por cada indivíduo, em 1963, Lawrence Herbert, criou um inovador método de identificação, correspondência e comunicação de cores, que viria a pôr um ponto final a todo e qualquer traço de subjetividade, seja de ordem tecno ou neurológica. A ideia do fundador da Pantone®, hoje líder na área de medição, formulação, comparação e simulação de cores, era resolver os problemas associados com a produção de jogos de cores precisas na comunidade de artes gráficas.

    Através do sistema de medição Pantone Matching System, que identifica, compara e comunica cores, resolveram-se os problemas de reprodução de cores no mercado de artes gráficas, sendo posteriormente ampliado para a tecnologia digital, moda, plásticos, arquitetura e tintas. Um livro de cor padronizada em formato de leque é hoje internacionalmente aceito quando o assunto é a precisão ao nos referirmos a determinada cor, padrão esse embutido nos principais softwares de artes e design gráfico, do Corel Draw ao Photoshop, superando as barreiras idiomáticas em benefício da uniformidade das cores pelos quatro cantos da aldeia global.

    Em 2013, a Pantone® comemorou 50 anos oferecendo novos produtos e serviços para a comunicação e gerenciamento da cor. Sediada em Carlstad, Nova Jersey, Estados Unidos, a corporação foi adquirida em 23 de agosto de 2007, por U$ 180 milhões de dólares, pela X-Rite, conglomerado de soluções para medição, formulação, comparação e simulação de cores.

    A marca também comercializa, além de serviços e produtos para gerenciamento de cores para todos os portes de empresa, acessórios como relógios, capas para iPhone, artigos de decoração e papelaria, que em comum têm o uso mágico das cores como grande diferencial.

     

    As cores da Pantone®: E o que as joias têm a ver com isso?

    Foto: Divulgação Tanzanite Foundation

    Quem trabalha com joias e precisa criar material promocional conhece os dissabores para produzir e reproduzir fotos fiéis às cores das gemas e até dos metais preciosos. 

    Chopard, coleção Red Carpet: Liu Wen usa tanzanitas briolet, espinélios, ametistas e diamantes no festival de cinema de Cannes

    Muitos designers de joias já perceberam que a Pantone®, empresa líder mundial em referência e gerenciamento de cores, pode ajudá-los — e a empresários de todos os portes — a pesquisar tendências, decidir como colorir a cartela para a nova coleção, principalmente quando há criações inspiradas nos estilos cromáticos das cinco últimas décadas da moda. A Pantone® elaborou, como parte da comemoração de seu 50° aniversário, ocorrido em 2013, uma retrospectiva das cores mais usadas no vestuário durante os últimos 50 anos, o Celebrate 50 Years in Color (veja no final deste link).

    Cartier: brincos de ouro com ametistas, rubis e diamantes

    Alguns recursos oferecidos pela Pantone® podem ajudar a amenizar a distorção na hora de criar catálogos com fotos de joias com pedras coloridas e certamente garantem a aplicação correta da logomarca da empresa. Mas há mais coisas que a Pantone®, com sua pesquisa para escolher a cor do ano, pode fazer pelos profissionais de joalheria.

    Antigo bracelete de prata e ametistas

    “Seria muito óbvio falar que Pantone® significa cor para mim... muitas imagens me ocorrem, mas conceitualmente na minha cabeça eu diria que Pantone® é um sistema de codificação precisa para as cores, é uma forma de traduzir em código o que quero dizer em cores. Me remete também a tradição e a design”, reconhece o publicitário, documentarista e designer de joias Roberto Staino, mesmo não tendo  o hábito de fazer pesquisa específica sobre cores para criar suas joias.

    Supreme Jewelry: bracelete de ouro 18K e ametistas

    “A Pantone faz um trabalho de busca de tendências, desejos e gera conteúdos que influenciam diversos segmentos, inclusive joalheria. É referência mundial em cores para diversos usos: de pesquisa a troca de informações”, conta a criadora de joias Elka Freller, que explica que a gigante mundial das cores influencia, sim, na sua pesquisa para as novas coleções. 

    Elka Freller: prata e rubelitas

    Indagada sobre como seria a pesquisa de tendências em cores de gemas se não existisse a Pantone®, Elka revelou: “muito mais trabalhosa, pois a Pantone® ajuda na padronizaçãoo de cores, apura o olhar, serve de parâmetro para vários momentos do processo: de compra e venda de gemas até o produto final”.

    Danielle Metais: ouro e safira rosa

    E, para quem revende joias prontas, a Radiant Orchid, cor do ano de 2014 da Pantone®, sugere um leque colorido de possibilidades, além das óbvias presenças de gemas rosadas e violáceas nas vitrines.

    Além de usar, nas próprias joias, gemas no energético degradês de roxos, rosas e lilases que orbitam a Radiant Orchid, esses tons podem tingir também a decoração da loja e de eventos, constar da arte do material promocional e iluminar detalhes do uniforme da equipe de vendas.

    De alguma maneira, é importante contar para os clientes que a Radiant Orchid é a cor de 2014 da Pantone® e, quem sabe?, usar a própria flor orquídea — bela, sensível, rara e nobre como as joias — na decoração e para presentear clientes em momentos especiais, como aniversário e datas comemorativas: o Valentine’s  Day em fevereiro, o Dia Internacional da Mulher em março, ou o Dia dos Namorados em junho.

    Mais

    Radiant Orchid: a cor de 2014

    Ametistas

    Safiras

    Tanzanita


    ÚLTIMAS ESPECIAIS
    26/07/17

    Dia dos Avós

    Hoje a homenagem é para eles

    07/05/17

    Dia do Trabalho

    Joias da vida profissional

    + ESPECIAIS
    COMENTÁRIOS