InfoJoia

RSS

Acompanhe os conteúdos publicados no InfoJoia por RSS.

Todo o conteúdo do Infojoia – link do RSS

LEIA TAMBÉM
TAGS
  • Cortex
  • Osteoid
  • tecnologia
  • exoesqueleto
  • acessório
  • ossos quebrados


  • PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE
        NEWSLETTER



       FORNECEDORES

    Cadastre sua empresa:

    77 empresas cadastradas e aumentando ...
    • Aumentar fonte
    • Tamanho normal da fonte
    • Diminuir fonte
    Tecnologia
    17/05/16

    Cortex - Osteoid

    Estudantes criam acessório que acelera a cura de ossos quebrados


    Da Redação

    Se você já quebrou um braço ou uma perna sabe o quanto é incomodo ter que engessá-los por alguns dias ou semanas até que eles se regenerem, não é mesmo? Pensando nisso, dois estudantes criaram e aperfeiçoaram um acessório que promete dispensar de vez o uso do gesso e de quebra agilizar o processo de cura do osso danificado.

    O primeiro foi Jake Evill, estudante da Victoria University of Wellington, na Nova Zelândia, que desenvolveu o Cortex, um periférico de plástico — feito em uma impressora 3D a partir do raio X do osso quebrado —  que é leve e livre de odores, dispensa todo o processo de engessamento e permite que o usuário fique com o membro reto, sem precisar dobrá-lo.

      

    No intuito de aperfeiçoar o Cortex, o estudante turco Deniz Karasahin, desenvolveu o Osteoid, que também é um exoesqueleto, entretanto ele é equipado com um dispositivo de ultrassom que acelera a cicatrização e cura do osso quebrado.

    O sistema de aceleração de cura do exoesqueleto é basicamente um sistema de baixa intensidade de pulsos de ultrassom (LIPUS, sigla em inglês), que, através de dois conectores, são plugados em uma das aberturas do acessório para ficar em contato com a pele na área lesada. Feito isso, o usuário precisará utilizar a braçadeira durante 20 minutos diários para acelerar o processo de cura, que chega a ser reduzido em 40%, para faturas mais graves, e em até 80% para as mais leves.

    Para saber como está a recuperação bastará olhar o mecanismo de luzes no cento do dispositivo que orientará o usuário sobre o estado do osso e o tempo de sessão dos pulsos de ultrassom.

    Os protótipos ainda não tem previsão para chegar ao mercado, mas vamos torcer para que seja em breve!


    ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE Tecnologia
    18/08/17

    Joias ganham vida

    Colar combina a beleza das joias com a tecnologia dos relógios

    31/07/17

    Tambour Horizon

    Louis Vuitton lança sua primeira linha de smartwatches

    + Tecnologia
    COMENTÁRIOS